Guilherme Pires

Fundador e Lacaio-mor

::

Trabalho em edição desde 2008. Sou tradutor (nos pares Inglês/Português e Espanhol/Português), editor, revisor e escritor. Traduzi obras de Silvina Ocampo, Juan Gabriel Vásquez, Eduardo Galeano, Aurora Venturini, Marina Perezagua, Manuel Vilas, Benjamín Labatut, Samanta Schweblin, Layla Martínez, Dubravka Ugrešić, J. M. Barrie, Frederick Douglass e George Orwell, entre outros.

Revi traduções de livros de Amiri Baraka, Elias Canetti, Max Porter, Brian Dillon, Eliot Weinberger, Michel Pastoureau, entre outros. Escrevi a biografia O Homem Infinito: Vida e Obra de Nadir Afonso, publicada pela Penguin Random House Grupo Editorial em 2021.

Entre 2018 e 2021 fui consultor e coordenador editorial da Bazarov Editora, tendo contribuído para a selecção e publicação de obras de autores como Jesse Ball, Brian Dillon, Eliot Weinberger, César Aira, Joachim Kalka, Gerald Murnane, Paul B. Preciado, Valeria Luiselli, David Foster Wallace, Esther Kinsky ou Fernanda Melchor.

Entre 2010 e 2017 fui editor da Vogais e da Elsinore, chancelas da Penguin Random House Portugal, onde publiquei tanto autores consagrados (Svetlana Alexievich, Ali Smith, J. G. Ballard, Yuval Noah Harari) como novas e pujantes vozes literárias (Max Porter, Marina Perezagua, Eimear McBride, Paul Beatty). Nestas chancelas, editei e publiquei textos originais de autores portugueses como Paulo Moura, Raquel Gaspar Silva, António Marujo, Nelson Nunes, João Reis ou Diogo Lopes.

Pós-graduado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, completei vários cursos de especialização, como Estratégia Editorial (com Nuno Seabra Lopes), Comunicação do Livro (com Paulo Ferreira) e Revisão de Texto (com Helder Guégués).

::

gpires@oficinacaixaalta.pt